Edição 03

 NaanDanJain em Foco
Valores que
precisamos ensinar
aos filhos
todos os dias

 

foto 01.jpg

 Palavra do Presidente
 

alfredo mendes.jpg

 Drauzio Varella
Exercícios e emagrecimento 

drauzio.jpg

  Dalcides Biscalquin
A vida cobra as
nossas pressas
 

dalcides.jpg

Eduardo Zugaib
Plano de trabalho
para toda a vida

 

nodo zugaibno.png
electricity-transmission-pylon-silhouetted-against-blue-sky-at-d.jpg

Paulo Pio
Como fazer bom
uso da Energia
elétrica
 

Mara Lúcia Madureira
Soluções em tempos de mudanças

professional-smiling-confectioner-wrapping-a-box-with-cookies.jpg
youtube.png

Jornalismo

Educativo

Vídeos e

Conteúdos

 

 

Palavra do Presidente

Superação e Recomeço

NaanDanJain apoia Diocese de Paulo Afonso no projeto “Recanto Solidário” visando a recuperação e ressocialização de dependentes alcoólicos, químicos e reeducandos do complexo prisional de Paulo Afonso-BA para um novo recomeço.

alfredo-mendes.png

Alfredo Mendes
Gerente Geral NaanDanJain Brasil & Suporte América do Sul

Deixar este mundo melhor do que o encontramos, por meio de um crescimento contínuo, da inovação sustentada e da fabricação de produtos de qualidade, oferecendo uma ótima relação de custo-benefício para satisfação total dos clientes. Essa é a missão da NaanDanJain Brasil que busca através de suas práticas cumprir com os objetivos do negócio sem perder de vista sua contribuição em ajudar a maximizar os impactos positivos, promovendo a sustentabilidade e bem-estar econômico e social em seu entorno.

Diante disso, NaanDanJain e a Diocese de Paulo Afonso, entidade filantrópica que atua nas políticas de Assistência Social na região de Paulo Afonso/Bahia, com o objetivo de promover a inclusão social e ressocialização de dependentes alcoólicos, químicos e reeducandos do sistema prisional firmaram uma parceria em uma ação conjunta no uso da tecnologia de irrigação por gotejamento na produção de uvas para a fabricação de vinho como ferramenta de reabilitação e inclusão social.

O projeto constitui em um sistema de irrigação por gotejamento totalizando 2.29 hectares, em Paulo Afonso/BA que fornecerá água e nutrientes para as variedades Sirah, Turiga Nacional, Chardonai, dentre outras que serão plantadas em outubro deste ano.

O projeto social de geração de trabalho para dependentes químicos como forma de ressocialização liderado pelo Superintendente da SEAGRI/BAHIA em parceria com a Diocese de Paulo Afonso e apoio da NaanDanJain tem o propósito de envolver os assistidos de modo que possam experimentar um trabalho livre, criativo, participativo e solidário auxiliando em sua recuperação.

 

Sobre a Diocese de Paulo Afonso

A Diocese de Paulo Afonso é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Feira de Santana e ao Conselho Episcopal Regional Nordeste III da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Feira de Santana.

A Igreja tem se mostrado ao longo dos séculos como instituição acolhedora dos mais humildes e desprotegidos da sociedade o que lhe faz com que a sua atuação vá bem além dos valores espirituais e se volte para ações sociais de grande porte buscando, para isso, a parceria com instituições outras, públicas e privadas.

É o caso da Diocese de Paulo Afonso que mantém seminários, casas de acolhida de idosos, crianças e mulheres, escolas e um sem número de outras atividades tão necessárias nesta região semi-árida, de quase 30 mil quilômetros quadrados onde vive uma população de cerca de 500 mil pessoas, nesse “grande pedaço do Sertão”. Confira as fotos do Projeto:

Parceria NaanDanJain e Diocese Paulo Afonso.jpg
Parceria NaanDanJain e Diocese Paulo Afons02.jpg

VOLTAR SUMÁRIO

 

NaanDanJain em Foco

shutterstock_593061179.jpg

Valores que precisamos ensinar aos filhos
todos os dias

Os bons valores devem ser aprendidos ainda na infância e transmitidos de pais para filhos, como uma herança. Só assim é possível garantir que as crianças de hoje se tornem adultos melhores amanhã.

Nunca humilhe os outros

Se tiver problemas com alguém, diga pessoalmente e com jeitinho. Quando a gente reage instantaneamente a uma provocação, fala coisas pesadas sem pensar. E a maioria das pessoas merece uma segunda chance, certo?

Cumpra suas obrigações

Chegue no horário e respeite acordos. Maturidade e responsabilidade não podem ser confundidas com chatice ou caretice. Enxergue o gari e o diretor da escola como seus iguais e respeite-os.

Ouça críticas de coração aberto

Admita quando estiver errado e não sinta vergonha de pedir desculpas. Errar é humano! E aprender com os erros é uma das maiores virtudes a serem almejadas.

 

Trate todos com educação

Peça licença, diga "por favor" e "obrigado", sorria sempre. Sendo gentil, a gente consegue as coisas com mais facilidade. Sempre que possível, ofereça ajuda. Não custa nada dar uma mão para o vizinho com as compras de supermercado, né?

Tente enxergar o lado bom das coisas

Prefira ver o copo meio cheio, ao invés de meio vazio! Isso é um exercício de vida! Aceite que os conflitos, por piores que sejam, permitem que a gente cresça.

 

Diga mais SIM do que NÃO

Procure mais razões para agir, em vez de desculpas para ficar parado.

 

Compartilhe

Divida o que tem com os outros. Quando você doa, o velho vira novo. Qualquer armário esconde mil coisas que não nos servem mais. E elas podem fazer outras pessoas felizes, como no dia em que você as comprou ou ganhou. Ser generoso não custa nada e ainda preenche o coração. Seja generoso e fique atento ao sentimento alheio. Sensibilize-se quando os outros enfrentarem dificuldades, mesmo que tenha seus próprios problemas. Ajude sem esperar nada em troca.

  

Balance ao sabor do vento

Ser maleável permite se curvar sem quebrar, adaptar-se às situações, aguentar a pressão sem perder a elegância. E saber a hora de ceder não significa covardia ou falta de convicção. É sabedoria!

Aceite quem pensa e age de maneira diferente de você

Se não for radical em suas opiniões, a vida fica melhor. Quem quer uma caixa só de lápis pretos e brancos, podendo ter também os coloridos?

Sempre é hora de seres humanos aceitarem uns aos outros

Sabia que antes de inventar a lâmpada, Thomas Edison fez inúmeros testes que deram errado? Se você tem uma ideia e acredita nela, persista! Tenha força de vontade suficiente para não desistir nos primeiros obstáculos.

Pratique a lealdade

Esteja pronto para correr em socorro de seu melhor amigo. Dá para contar nos dedos de uma mão as pessoas com quem podemos contar de olhos fechados. Valorize-as!

Seja justo e sincero sempre (o que não justifica cometer grosserias!)

Faça o que considera correto e seja coerente com seus valores, por mais que isso a torne impopular. Não existe coisa melhor do que colocar a cabeça no travesseiro e dormir sem culpa ou remorso de nada.

VOLTAR SUMÁRIO

 

Drauzio Varella

drauzio.jpg
foto drauzio.png

É médico cancerologista formado pela USP e escritor consagrado. Um dos profissionais mais queridos e conceituados do Brasil. Na Rede Globo, participa de séries sobre o corpo humano, primeiros socorros, gravidez, combate ao tabagismo, planejamento familiar, transplantes e diversas outras, exibidas no Fantástico.

Exercícios e emagrecimento

Emagrecer à custa de exercícios sem reduzir as calorias ingeridas é tarefa inglória. Passar horas na academia não é passe livre para comer à vontade, como reconhecem os que lutam contra a balança.

Há muito, os estudiosos defendem a teoria de que nossos ancestrais das cavernas queimavam mais calorias do que os cidadãos das metrópoles de hoje. A diminuição do gasto energético diário inerente à vida sedentária explicaria a epidemia de obesidade que assola boa parte do mundo.

Graças ao desenvolvimento de um método conhecido como “água duplamente marcada”, esse paradigma tem sido questionado.

O método consiste em administrar determinado volume de água enriquecida com isótopos de hidrogênio e oxigênio, coletar amostras de urina e encaminhá-las ao laboratório para calcular com precisão as calorias gastas diariamente. O antropólogo americano Herman Pontzer publicou vários artigos sobre o tema, sintetizados no Scientific American de fevereiro deste ano. Ele estudou uma das últimas populações de caçadores-coletores que sobreviveram: os hazdas, habitantes das savanas do norte da Tanzânia.

A vida entre os hazdas não é propriamente um mar de rosas. Os homens percorrem quilômetros e quilômetros à caça de animais e à procura de mel para alimentar a comunidade, enquanto as mulheres saem em grupos para desenterrar tubérculos e colher vegetais e frutos selvagens. Fica por conta das crianças buscar água em poços geralmente distantes.

Depois de uma temporada entre os hazdas, Pontzer retornou ao Baylor College of Medicine com as amostras de urina. Os testes revelaram que os homens queimam em média 2.600 calorias por dia, enquanto as mulheres, 1.900 calorias.

Foi uma enorme surpresa: esses números não diferem significativamente do gasto energético diário de mulheres e homens europeus ou americanos, gente que ganha a vida sentada em escritórios com ar condicionado.

Resultados semelhantes tinham sido obtidos em pequenos estudos realizados em populações tradicionais da Guatemala, Gâmbia e Bolívia.

Em 2008, por exemplo, foi feita uma comparação entre os gastos energéticos de mulheres nigerianas da zona rural, e os de afro-americanas residentes em Chicago. Apesar do desnível na intensidade da atividade física entre os dois grupos, o número de calorias gastas diariamente foi muito semelhante.

Metanálise de 98 estudos conduzidos em diversas partes do mundo concluiu que o gasto energético diário nos países mais ricos não é diferente daquele encontrado em populações obrigadas a dispender energia em atividades essenciais à sobrevivência.

Como o corpo humano consegue manter o total de gasto energético diário sob controle, mesmo quando a prática de exercícios é intensa?

É possível que aqueles mais ativos economizem energia em outros momentos, graças a modificações sutis de comportamento: sentando em vez de permanecer em pé, movimentando-se menos, dormindo mais profundamente.

Essas adaptações comportamentais, no entanto, são incapazes de explicar a constância do gasto energético em populações com hábitos tão díspares.

É mais provável que o organismo abra espaço para as exigências energéticas da atividade física, reduzindo as calorias consumidas em excesso pelos processos metabólicos responsáveis por algumas funções celulares. Por exemplo, diminuindo a atividade inflamatória excessiva e a produção de hormônios e mediadores químicos inúteis ou nefastos ao organismo.

Se o gasto energético diário não variou significativamente no curso da evolução de nossa espécie, como explicar que nossos antepassados eram magros, enquanto nos tornamos cada vez mais obesos?

A resposta é óbvia: comemos acima de nossas necessidades. Quando se trata de perder ou ganhar peso, dieta e atividade física são consideradas complementares.

A razão decisiva para praticar exercícios não deve ser o emagrecimento, mas os inúmeros benefícios que eles trazem ao coração, ao sistema imunológico, às cartilagens e ao esqueleto, às funções cognitivas e ao funcionamento do aparelho digestivo e de outros órgãos.

E, acima de tudo, porque deixar o corpo parado faz mal à saúde.

VOLTAR SUMÁRIO

Dalcides Biscalquin

 
dalcides.jpg

A vida cobra as nossas pressas

Mestre em comunicação, licenciado em filosofia e bacharel em teologia. É apresentador de TV e autor dos livros: Meus pensamentos, A vida é feita de escolhas e Por onde o amor me leva.

dalcidescfoto.png

Eu não sei ao certo se na minha infância as horas passavam depressa ou se os dias eram lentos. A verdade é que eu não tinha a noção do tempo e das suas ilusórias modalidades.

Eu não sei ao certo se na minha infância as horas passavam depressa ou se os dias eram lentos. A verdade é que eu não tinha a noção do tempo e das suas ilusórias modalidades.

Viver era a ausência de mistérios. Brincávamos com os amigos de rua, íamos à escola próxima de casa, assistíamos à programação televisiva de uma das quatro emissoras disponíveis na tela da TV da época. E eu não me lembro de alguma vez ter dito que não estava passando nada de bom na TV. A vida era simples e desprovida de qualquer pretensão imaginária. Viver era a arte de simplesmente estar lá, como estavam as plantas, as flores e os pássaros.

Em que momento a vida teria me feito perder a leveza e a ingenuidade?

Em que final de tarde teria eu deixado que as inquietações me roubassem o sono restaurador das noites?

E aqui eu cheguei, contando os segundos para a próxima atividade. Desesperado em não perder tempo, transformando o relógio em juiz de causas imperdíveis.

Ingressar no mundo adulto trouxe muitas vantagens, mas custou a perda de um modo leve de ser e de estar no mundo.

Por que essa ansiedade me consome?

Por que essa superficialidade nas pressas dos relacionamentos?

Às vezes, é preciso parar um pouco para, então, nos lembrarmos de que ainda fazemos parte da vida, ou melhor, que a vida ainda faz parte da nossa existência.

Quando tudo passa a ser feito de forma automática e veloz não há condição possível para sentirmos o sabor das experiências vividas. Tudo se relativista numa sucessão de acontecimentos desconexos.

E a vida sempre acaba por nos cobrar as pressas e as superficiais escolhas consequentes das nossas urgências.

Se um dia a vida foi para mim simples estar lá, hoje corro o risco de nas pressas da vida estar ausente não apenas de um lugar, mas ausente de mim mesmo.

Então, que a calma, enfim, me acorde a alma.

VOLTAR SUMÁRIO

Eduardo Zugaib

 
infografico do zugaib.png
zugaibcfoto.png

Publicitário, faz palestras e treinamentos corporativos que estimulam a criatividade e a motivação.

VOLTAR SUMÁRIO

Manuais

 
circulo.png
elemento 1.png
elemento2.png
elemento3.png

Manual e diretrizes para diagnóstico e tratamento da Covid-19

Clique no icone abaixo e faça o download do arquivo

tap.png

VOLTAR SUMÁRIO

Paulo Pio

 

Como fazer bom uso da
Energia elétrica

Economizar energia deixou de ser interessante so­mente aos bolsos de alguns brasileiros para se tornar uma necessidade comum a todos, pois corremos o risco de passarmos por uma grave crise de abastecimento nos próximos anos se ações urgentes não forem implementadas na esfera pública. Porém, vale ressaltar que a construção de novas usinas hidrelétricas poderiam causar impactos am­bientais de grandes proporções em nosso meio ambiente, este já tão agredido pela má utilização do homem.

Especialista em dependência química pelo GREA/USP e agente multiplicador na prevenção ao uso de drogas pelo DIPE/DENARC. Conselheiro para lideranças comunitárias na prevenção ao uso de drogas pelo SUPERA/UNIFESP, diretor e idealizador do projeto “Pais Atentos: filhos felizes, alunos saudáveis” e bacharel em propaganda e marketing. E-mail: paulopio@projetocapitalhumano.com.br

pio_foto.png

Veja, a seguir, algumas dicas para evitar o desperdício e ajudar a natureza.

Chuveiro

É um dos aparelhos que mais conso­me energia elétrica. Evite banhos demorados,. no calor, diminua a temperatura da água. Limpe periodicamente os furinhos por onde sai a água. Na compra do chuveiro, dê preferência aos de menor potência.

 

Televisores

Não deixe a TV ligada a noite toda, programe-a para que desligue de forma automática. Se você não estiver assistindo, desligue o aparelho. Se for possível, troque seu televisor antigo por aparelhos mais modernos que consomem menos energia.

 

Máquina de lavar e secar roupas e louças

Use a dosagem correta de sabão, a fim de evitar um novo enxágue. Limpe com frequência o filtro destas máqui­nas, isto economiza energia. Não lave pequenas quantidades várias vezes, use todo o limite de capacidade indicado pelo fabricante. Dentro do possível, procure lavar e secar a louça manualmente.

Ferro elétrico

Junte a maior quantidade possível de roupas e passe tudo de uma vez só. Passe primeiro as roupas que necessitam de temperaturas mais baixas. Nunca deixe o ferro ligado sem motivo, evite desperdício e acidentes.

Freezer e geladeira

Não se deve abrir a porta por tempo pro­longado. Quando viajar em férias, retire os alimentos e desligue o aparelho da tomada. Nunca forre as prateleiras com toalhinhas, isto atrapalha a circulação do ar frio. Não instale a geladeira perto do fogão ou próximo a fontes de calor. Não guarde alimentos quentes, espere-os esfriar fora da geladeira. Também prejudica o equipamento colocar peças de roupas para secar na parte de trás do motor.

 

Ar-condicionado

Ao ligar o aparelho, feche portas, janelas e cortinas. Ao sair do ambiente, desligue o ar-condi­cionado. Não bloqueie as grades de ventilação. Limpe sempre os filtros de ar para evitar doenças e desperdício de energia.

 

Computadores

Nunca deixe a impressora, estabilizador ou qualquer outro acessório ligado sem necessidade. Tenha o cuidado de desligar o computador do escritório após o expediente. Coloque o computador no modo de espera, utilizando os recursos do monitor do seu aparelho.

 

Lâmpada elétrica

Apague sempre a luz. Dê preferência às lâmpadas fluorescentes, que economizam muito mais que as incan­descentes. Prefira a iluminação natural durante o dia. Pintar o teto com cores claras facilita a ilu­minação interna. Limpe as luminárias com constância.

 

Fiação

Faça uma manutenção anual da fiação de sua residência. Isole corretamente a emenda de fios, evite escape de corrente e acidentes. Mesmo na ausência de lâmpadas, não deixe o interruptor na posição “ligado”, isto rouba energia.

Economizar energia elétrica é essencial para a so­brevivência da humanidade. Acabar com o desperdício de energia no lar é um hábito que se aprende com a prática diária da disciplina e da atenção aos detalhes. Vamos começar juntos a fazer deste nosso planeta um lugar melhor para se viver. 

VOLTAR SUMÁRIO

 

Mara Lúcia Madureira

Soluções em tempos
de mudanças

Nos últimos dois anos, centenas de milhares de brasileiros ficaram desempregados, e nos próximos cinco, as novas tecnologias suprimirão milhões de postos de trabalho nos países industrializados.

professional-smiling-confectioner-wrapping-a-box-with-cookies.jpg

Crises sempre existiram e continuarão a existir. A questão é encarar a realidade com otimismo e enxergar, além dos dados alarmistas, as infinitas oportunidades e soluções latentes. Quando faltam empregos, ou os meios e os modos de trabalho tradicionais não suprem as demandas das configurações atuais do mercado, é preciso alterar as formas de produção, oferecer produtos e serviços adequados ao presente e ao perfil dos novos consumidores. Profissionais conservadores, fiéis aos padrões obsoletos, sobreviverão apenas no setor de caduquices. Em tempos de mudanças drásticas, dois tipos de profissionais se destacam, aquele movido a chefes, que subestima seus talentos, não se vê fora do padrão tradicional de trabalho, sofre de ansiedade e espera, por um ano ou mais, a recolocação no mercado. O outro é aquele que confia em suas competências, cria opções de ganhos diversas, converte talentos em produtos e serviços, desperta seu gênio criador, mantém o compromisso com o êxito, faz da ansiedade uma aliada. A versatilidade e o teletrabalho ganham espaços nesse novo cenário. A presença física na empresa não é mais condição exclusiva. O momento propõe liberdade para empreender, testar novas ideias, montar oficinas na garagem, escritórios domésticos, trabalhar em espaços alternativos como parques, cafés, shoppings, aeroportos e táxis, por exemplo. De casa, é possível acompanhar os filhos e ao mesmo tempo elaborar relatórios, falar com diretores, participar de videoconferências, enviar e receber propostas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As novas modalidades profissionais exigem criatividade, autocontrole, disciplina, gestão e aproveitamento do tempo, atenção focada, organização pessoal e do ambiente de trabalho, gerenciamento de tarefas e projetos, pontualidade e cumprimento de prazos. Quanto mais qualificação, disciplina e responsabilidade uma pessoa adquire, mais capaz de se autogerir, se redefinir e de empreender ela se torna. Quem é seu próprio chefe pode estabelecer jornadas de trabalho flexíveis, programar atividades de lazer no meio da tarde ou durante a semana. 

Planejar, analisar as próprias competências, limitações e motivações é demasiado importante, mas agir é fundamental. Criar e alimentar um site, blog ou página para divulgação de serviços e conhecimentos, manter o currículo e a si mesmo atualizados, as redes de contatos profissionais ativas e a mente aberta às infinitas possibilidades e oportunidades são atitudes prioritárias. Mesmo empregadas, pessoas antenadas criam fontes secundárias de ganhos, enviam portfólios, promovem produtos e serviços, manifestam interesses em projetos e ganhos extras. Profissional competente e versátil vira professor, consultor ou assessor em sua área de domínio, escritor, palestrante, treinador. Age com autonomia, empreende, desenvolve visão global de negócios, se especializa em uma área, estuda o segmento, os concorrentes e consumidores. Aprende a recrutar e selecionar, a capacitar e gerir pessoas, finanças, fluxo de caixa, controle de estoque, compras, vendas. Inspira-se em modelos bem sucedidos, busca o apoio e as parcerias de entidades competentes. Desdobra-se para encontrar os meios e o capital necessário. Encara trabalhos adicionais, jornadas duplas e até a venda de um bem passivo para mobilizar recursos.

Imagem não é tudo, mas é base para iniciar relações com boa impressão e credibilidade imediatas. O cuidado com a aparência, a elegância no vestir e ao lidar com pessoas são portais para contatos bem sucedidos. Relações de interesses profissionais são sempre muito bem vindas e desejadas, e a crença de que são negativas e moralmente incorretas pertence aos repertórios de províncias. Não se contrata colaboradores e serviços no escuro, sem indicações ou recomendações. Daí a importância de ser visto e mostrar serviços. Em ocasiões oportunas, cabe falar bem de si, valorizar o próprio trabalho, demonstrar as intenções e motivações profissionais, com bom senso, seriedade e ética. A esperança de poder controlar a realidade em geral é frustrada por eventos inesperados. Sejam quais forem as transformações à nossa volta, escolhemos tratá-las como desafios ou derrotas. Momentos de incertezas favorecem a testagem de empreendimentos com baixo investimento e custo de manutenção, novas ideias e parcerias. Vale tentar e correr riscos calculados.

No cenário de nossa história, decidimos atuar ou ser plateia. Rumamos aos sonhos ou às desilusões, tudo conforme nossa vontade e alcance de visão. O presente favorece a difusão de produtos e serviços através das redes sociais físicas e virtuais e tantas outras vertentes tecnológicas. Originalidade, adaptabilidade, versatilidade, criatividade e irreverência são expressões de peso em tempos de crise - integram o conjunto de requisitos prioritários à adaptação e autorealização profissional. Qualquer pessoa comum pode se diferenciar ao aprender e multiplicar novas habilidades, adquirir confiança, tomar decisões, alcançar rendimentos elevados e triunfo, desde que combine sonho e ação, sacrifício e competência, reinvista seus ganhos no que empreende, poupe mais e financie menos, ouça e acate críticas construtivas, reconheça e repare seus erros, se inspire ao invés de criticar pessoas de sucesso e desista de buscar soluções mágicas. Conhecimento é um bem móvel, o levamos conosco onde quer que estejamos. Trabalho é ação portátil, é o quê, não onde se faz. O mundo é laboratório, e a vida, experiências.

Quem é seu próprio chefe pode estabelecer jornadas de trabalho flexíveis, programar atividades de lazer no meio da tarde ou durante a semana. 

VOLTAR SUMÁRIO

 
Vídeos e Conteudos.png
busque otimismo.png
importancia grupo.png
poder empatia.png

VOLTAR SUMÁRIO